"Não sei se é por não conseguir dizer isso sem tropeçar na própria língua ou se é apenas medo de ultrapassar os limites dos meus sentidos outra vez. Olha, eu gosto de você. Não sei bem como, mas gosto. De um jeito desgraçadamente ávido e absurdo. Você me lembra os sonhos que não realizei na pretensão de ter sonhos demais e me lembra os sonhos que ficaram perdidos em meio a outros rostos que não eram o seu. Enquanto você se sente no direito de amar o mundo e me deixar aqui discutindo comigo mesmo, finjo não saber o que quero e me sinto estagnado, tão inútil quanto tomar dipirona pra dor na alma. Tudo isso só pra não parecer mais mentecapto que aquele outro cara que gerencia pessimamente a sua empresa de sentimentos generosos, que são tão bonitinhos quanto quem os sente. Talvez eu não seja um bom gerente também, mas sei lá, as coisas seriam mais fáceis se somente eu recebesse o apoio da dona da firma."
× Junior Lima.  (via isolavel)
quem perde o teto ganha as estrelas
Faça o que fizer, só continue sorrindo. Uma coisa é verdade: há sempre um novo dia.